h1

Novos Vídeos

 

Exposição individual Cotidiano Inventado de 15 de maio a 5 de junho de 2013 na Galeria Lourdina Jean Rabieh em São Paulo- Brasil
A mostra composta por vídeos, colagem digital, backlight, video instalação com curadoria de Juliana Monachesi.

11.680 Dias

5’48’’
Imagens Flávio Lamenha
Atuação, edição e áudio Angella Conte
2013

Preparando a mudança da casa onde vivi 32 anos não consegui evitar, reli as agendas guardadas ao longo destes anos todos. Um registro diário de acontecimentos, compromissos e sentimentos guardados entre estas paredes. Parede/pele, pele/parede, o corpo é a casa a casa é o corpo.
São 11.680 dias registrados.
Marcados nas camadas de tintas das paredes, marcados nas linhas do meu corpo, nas marcas do meu rosto. Quantas coisas não esquecemos, quantas coisas perdem a importância.
Acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente.
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre.

Citações:
Miguel Sousa Tavares
Manoel de Barros
Paulo Bruscky
Elisa Lucinda
Diário de uma paixão
Julio Miranda

11.680 days
5’48”
Images Flavio Lamenha
Acting, editing and audio Angella Conte
2013

Preparing to move the house where I lived for 32 years I couldn’t resist, I read all the diary that I kept all these years. A daily record of moments, events and feelings kept between these walls. Wall/skin, skin/wall, the body is the house the house is the body.
It’s 11.680 registered days.
Marked on the paint layers of the wall, marked on the line of my body, on the marks of my face. How many things we forget, how many things lose the importance.
I believe that nothing important is truly lost.
Only delude ourselves, judging we are owners of things, moments and others.
Walk with me all the dead that I loved, all friends who left, all that happy days that are over.
I haven’t lost anything, just the illusion that everything could be mine forever.

Quotation :
Miguel Sousa Tavares
Paulo Bruscky
Manoel de Barros
Julio Miranda
Diário de uma paixão
Elisa Lucinda

Ainda Pulsa

Angella Conte
6’53”
2010

Imagens de uma floresta que foi um dia intacta, imagens de uma floresta que aos poucos vai se perdendo, imagens de uma floresta que está por um fio. Em seus caules ainda corre a seiva, ainda há vida, ainda pulsa…………..

Tudo tão parado e tão mexido. Calor intenso e úmido, silêncio e tensão, sensação de inúmeros olhos me observando, ora amedronta ora cega tamanha beleza.

Imagens obtidas na floresta Amazônica, sua vegetação, o solo, a luz que entra por entre as folhas, as raízes que se enroscam, as árvores que buscam a luz e com suas sombras protegem sementes, abrigam animais, se impõem e se sustentam.

Respiram o ar da incerteza.

OutroTempoMesmoTempo

Angella Conte
Vídeo
Duração 4’20”
2010

Trata-se de um vídeo com imagens gravadas no ambiente de trabalho diário da artista.
São registradas cenas cotidianas, estas mesmas cenas são posteriormente projetadas, neste mesmo ambiente em outro dia durante o trabalho da artista. Novas imagens são capturadas fundindo-as e tornando uma só. Ao mesmo tempo o real e o virtual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: