Archive for dezembro \30\+00:00 2012

h1

Artistas Premiados no SAMAP 2012-João Pessoa-Paraíba

dezembro 30, 2012

FUNJOPE DIVULGA RESULTADO DOS PRÊMIOS AQUISITIVOS

XIV Salão Municipal de Artes plásticas de João Pessoa – Ano 2012 – Uma realização da Prefeitura Municipal de João Pessoa – Funjope em parceria com a Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Arte e Estação das Artes. Tendo como Diretor Executivo da Funjope Lúcio Sergio de Oliveira Vilar, Diretor Adjunto André Coelho, Diretora de Ação Cultural Fernanda Marcia Svendsen e como Diretor de Artes plásticas Maurílio Marques Estrela coodenandor do evento.

80 artistas avaliados pela comissão composta pelo crítico e curador de artes Eudes Soares da Rocha Júnior, o artista e professor Júlio Cesar Leite Imperiano,  as Mestres e professoras  Lívia Marques Carvalho, Maria Helena Mousinho Magalhães Pacheco e fotógrafo e produtor cultural Ricardo Peixoto de Oliveira, 40 artistas foram selecionados para compor a mostra, dois desistiram por motivos pessoais, 35 receberão o prêmio de 1.500,00 e três receberão o prêmio aquisitivo no valor de 10.000,00 cada. São eles os ganhadores dos prêmios aquisitivos, os artistas:

Angela Maria Conte Jakovac –  Angella Conte (SP)

trabalho sob o título de (Re)Ocupação

Francisco Dantas Filho – Chico Dantas (PB)

trabalho sob o título de Espécimens II

Kauê Lopes Garcia – Kauê Lopes (SP)

trabalho sob o título de  Interferências

O Edital de Nº 005/2012 abriu espaço para as diferentes linguagens das artes visuais.

IMG_0605

A Artista Angela Conte apresenta um trabalho que envolve linguagens multiplas, fotografia, vídeo e performance. Trata-se da interferência do homem na natureza e a resistência da natureza tentando reocupar o lugar que foi sempre seu. O projeto consiste em uma série de fotografias com imagens obtidas em diferentes lugares, sempre mostrando a ação do homem e a força da natureza silenciosa e soberana. São registros de árvores nascendo em frestas de concreto, raízes que despontam com sua força quebrando o asfalto, entortando grades e subindo paredes. Foram gravados dois vídeos, um que registra uma casa em ruínas sendo coberta por uma vegetação rasteira e florida. E o outro, é o registro em vídeo de uma performance realizada em uma praça onde através de um passeio entre árvores eu coloco tarjas pretas em seus troncos em sinal de  luto. Como se a natureza estivesse guardando seu próprio luto.

h1

Merry Christmas

dezembro 19, 2012

natal inglês 2012

h1

RAINHART is the first European art gallery to focus exclusively on Latin American contemporary art

dezembro 9, 2012

RainhArt Gallery

RAINHART is the first European art gallery to focus exclusively on Latin American contemporary art. Based in Brussels, Europe’s unofficial capital, we aim to promote leading contemporary Latin American artists into EMEA (Europe, Middle East, and Africa), via standard channels (participating in the continent’s most prominent contemporary art fairs) as well as innovative partnerships (including leading private banks across the continent). Whilst Latin America is a major and vibrant force in the contemporary art world, and has a well established market in the Americas, including the US and Canada, it still attracts significantly less attention in Europe (both Western and Eastern) and in the Middle East. We believe we are filling a void in the art market, offering EMEA collectors and Latin American artists a space to come together and get to know each other better.

393138_308048959307297_1758272694_n

148616_308048649307328_2135171280_n

66775_308048812640645_1315248509_n

IMG_5768-1

IMG_5771

IMG_5779-1

IMG_5781

IMG_5782

IMG_5799

IMG_5813

h1

XIV SAMAP – Salão Municipal de Artes Plásticas de João Pessoa -Paraíba – Brasil

dezembro 9, 2012

(RE)OCUPAÇÃO

Angella Conte
2012

IMG_0478

IMG_0480

IMG_0491

IMG_0492

IMG_0544

IMG_0601

IMG_0655

IMG_0671

Trata-se da interferência do homem na natureza e a resistência da natureza tentando reocupar o lugar que foi sempre seu.

O projeto consiste em uma série de fotografias com imagens obtidas em diferentes lugares, sempre mostrando a ação do homem e a força da natureza silenciosa e soberana. São registros de árvores nascendo em frestas de concreto, raízes que despontam com sua força quebrando o asfalto, entortando grades e subindo paredes.

Foram gravados dois vídeos, um que registra uma casa em ruínas sendo coberta por uma vegetação rasteira e florida.

E o outro, é o registro em vídeo de uma performance realizada em uma praça onde através de um passeio entre árvores eu coloco tarjas pretas em seus troncos em sinal de luto. Como se a natureza estivesse guardando seu próprio luto.

Fotografias: Três conjuntos formados com uma foto de 50x75cm e três fotos de 30x40cm, num total de 12 fotos.

Vídeos: 1- Sou tudo o que vive além de mim

2- O homem constrói, destrói, e a erva cresce